top of page
Buscar
  • camilalima3

Posso ganhar dinheiro com energia solar?

Atualizado: 13 de jul. de 2023


O mercado de energia fotovoltaica está em constante crescimento no Brasil. (Imagem: SolarMarket)
O mercado de energia fotovoltaica está em constante crescimento no Brasil. (Imagem: SolarMarket)

Posso vender energia solar? Muitas pessoas buscam alternativas para empreender, e se você se interessa por este assunto, temos uma boa notícia: você pode vender energia solar sim.

O mercado de energia fotovoltaica está em constante crescimento no Brasil. Segundo estimativas do governo, a tendência é que este mercado movimente R$125 bilhões até 2030. O fato de ser um mercado recente faz com que ainda haja muitos consumidores interessados que ainda não compraram, e a energia elétrica cada vez mais cara torna a adoção da energia solar ainda mais atrativa.

Além dos benefícios financeiros para as residências e empresas que decidem aderir a essa fonte alternativa de energia, ainda existe a questão ecológica, cada vez mais em alta.

Adicionalmente, a Lei 14.300, sancionada em janeiro de 2022, tornou ainda mais atrativo o mercado de energia solar em 2022, o grande ano no setor.

Desse modo, muitos profissionais, como engenheiros, técnicos, arquitetos, vendedores e os projetistas estão ganhando dinheiro com o mercado de energia solar, seja vendendo, projetando ou implementando projetos de energia solar. Mas e quem não é um especialista? E quem enxerga as oportunidades do mercado de energia solar, mas não o conhece profundamente? É possível vender energia solar?

Oportunidades no mercado de energia solar

São basicamente 3 os papéis principais no mercado de energia solar:

  1. Os distribuidores, que importam e distribuem os insumos necessários aos sistemas fotovoltaicos. Esses insumos são equipamentos como: módulos, inversores, otimizadores e vários outros que vêm, em sua maioria, da China. A logística também é papel do distribuidor.

  2. Os integradores, as empresas que projetam, dimensionam, propõem, vendem e instalam os sistemas fotovoltaicos. Essas empresas são chamadas integradoras por de fato integrar os sistemas fotovoltaicos aos sistemas de energia das concessionárias, possibilitando a venda dos sistemas fotovoltaicos ao público final.

  3. O cliente final, que é quem compra o sistema fotovoltaico ao entender que suas vantagens valem o investimento.

Existe uma boa oportunidade de lucrar no mercado de energia solar, de ser um integrador solar. Essa oportunidade pode ser abraçada sem a necessidade que você seja um especialista ou muito menos um engenheiro.

Um dos caminhos simples para aproveitar o melhor momento de investir em energia solar é se tornando um integrador solar, ou seja, montando uma empresa própria que vende sistemas solares para residências e empresas.

Nesse caso você terceiriza para um engenheiro a parte de elaboração e aprovação de projetos e também o processo de instalação.

O integrador une todas as pontas desde a prospecção do cliente até a instalação e monitoramento do projeto fotovoltaico.

Essa empresa também pode ser uma franquia ou uma associada de outra empresa maior já estabelecida, aproveitando assim a sua credibilidade, estrutura e conhecimento. Na franquia deve se considerar alguma perda de margem!

Isso acontece em qualquer mercado. Veja: se você abrir uma hamburgueria do zero, com uma marca sua, receitas suas, você precisará conquistar os clientes que não te conhecem, mas ficará com os seus lucros só para você.

Se você investir em uma lanchonete fast food de uma grande rede, ela já é conhecida ao ser inaugurada e os clientes vêm espontaneamente, pois já conhecem a marca, mas você precisa dividir os seus lucros com a franqueadora.

Ser um integrador de energia solar, seja empreendendo sozinho ou sendo um franqueado, é uma ótima maneira de empreender no mercado de energia solar.



Posso vender projetos de energia solar sem ser engenheiro?

Sim, você pode, mesmo que você não seja um especialista ou mesmo um engenheiro. Para vender projetos de energia solar, basta você ter conhecimentos técnicos suficientes para argumentar e tirar dúvidas dos clientes e, principalmente, habilidades de vendas e negociações.

Você poderá contar com plataformas de automação que farão a parte técnica para você, como no caso da SolarMarket, que atende do marketing ao pós-venda.

É na hora de aprovar projetos na concessionária e de instalar esses sistemas que será preciso ter técnicos especializados e um engenheiro responsável, mas não para vendê-los. Essas atividades podem ser terceirizadas ou, no caso de franquias, feitas pela franqueadora.

Posso ser MEI no setor de energia solar?

O contador é o profissional mais indicado para ajudar você a decidir toda a parte burocrática da sua empresa, começando pela modalidade escolhida:

  • Sociedade Limitada (Ltda);

  • Empresa de Responsabilidade Limitada (Eireli);

  • Empresário individual ou;

  • Microempreendedor Individual (MEI).

Uma das limitações importantes do MEI são as atividades econômicas disponíveis, e a engenharia não é uma delas.

Para aprovar e instalar sistemas fotovoltaicos, é preciso que haja um engenheiro responsável assinando os projetos como responsável técnico junto à concessionária.

Apenas profissionais com CREA (Engenheiro Eletricista) são autorizados a assinar o projeto e o ART, o documento que define, para os efeitos legais, os responsáveis técnicos pelo sistema fotovoltaico para a conexão do gerador de energia solar na rede elétrica da concessionária. Essa atividade precisará ser terceirizada e não poderá ser prestada pelo MEI.

Outra limitação é o faturamento de até 81 mil reais anuais. Como projetos fotovoltaicos são um alto investimento, esse limite pode ser ultrapassado rapidamente. Tomara, não é mesmo?

Os códigos de atividade (CNAE de energia solar) que atendem os empreendedores integradores, representantes, além de instaladores de energia solar são esses:

  • CNAE 4292-8/02 – Obras de montagem industrial;

  • CNAE 4321-5/00 – Instalação e manutenção elétrica;

  • CNAE 4742-3/00 – Comércio de material e equipamentos elétricos;

  • CNAE 7490-1/04 – Atividades de intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral, exceto imobiliários;

  • CNAE 7112-0/00 – Serviços de engenharia. (Não permitido para MEI)

  • CNAE 4614-1/00 - Representantes comerciais e agentes do comércio de máquinas, equipamentos, embarcações e aeronaves

  • CNAE 7319-0/02 - Promoção de vendas

Se você deseja empreender como integrador solar, representante solar, instalador de sistemas fotovoltaicos ou ainda representante comercial de equipamentos fotovoltaicos, você pode sim começar o seu negócio como MEI.

Posso vender projetos de energia solar sem nenhuma formação?

Sim, pois você pode contar com ferramentas de automação feitas especialmente para o integrador solar que atendem todo o processo de elaboração de um projeto de energia solar sem necessidade de conhecimento técnico, menos ainda de formação em engenharia.

Porém, para validar, aprovar e implementar esse projeto será preciso ter um engenheiro responsável e um time técnico de instalação.

Para vender é importante que você tenha conhecimentos técnicos sobre o assunto o suficiente para informar os seus clientes sobre como funciona e tirar todas as dúvidas que surgirem.

Sendo assim, pode vender projetos de energia solar sem ser especialista. O importante para o processo de vendas é ter força de vontade e, principalmente, curiosidade sobre o sistema de energia fotovoltaica.

Como ter sucesso nas vendas de energia solar

Quando o integrador solar depende de visitas técnicas em toda a sua pré-venda os custos sobem demais, por isso a plataforma de automação tem um papel importante.

Suponhamos que o integrador feche 1 de cada 10 projetos, mas para cada um dos 10 dedicou equipe técnica, fez visitas de medição e avaliação ou até contratou serviços de engenharia de terceiros.

Ele precisará adicionar ao projeto vendido tudo o que foi gasto em 10 orçados! Isso pode levar a perdas irreparáveis e inviabilizar o seu negócio.

Para minimizar esses riscos, o integrador deve simplificar as etapas de pré-venda, como a elaboração automática de propostas do sistema fotovoltaico, já pré-dimensionado.

Com adoção de tecnologias como a plataforma SolarMarket é possível contar com inteligência artificial para elaborar propostas comerciais em apenas 2 minutos com precisão no dimensionamento, poupando assim o tempo da equipe técnica.

Essas propostas podem ser emitidas por um profissional não especialista, pois tudo acontece de forma automática.

Como dimensionar o sistema de energia solar?

Posso vender energia solar? Sim, mas é importante saber como dimensionar o sistema fotovoltaico.

Quando falamos em dimensionar, falamos do cálculo de equipamentos necessários em determinado espaço físico disponível no local do cliente para atender determinada demanda de energia solar a ser gerada por aquele sistema.

Sendo assim, para dimensionar o sistema de energia solar, é importante considerar o consumo de energia solar atualmente, o espaço físico disponível e muitas variáveis que irão interferir no planejamento do sistema fotovoltaico.

Além disso, é necessário estar atento que este consumo pode aumentar em um futuro. Para calcular o tamanho do sistema, é importante estar atento e considerar a quantidade de consumo futuro, como a intenção de instalação de um aquecedor de piscina ou de um ar condicionado, por exemplo.

O vendedor precisa saber esses detalhes para oferecer uma cotação do valor adequado para o projeto de cada residência.

Afinal, não é algo padrão, pois cada residência possui um certo consumo de energia elétrica. O que torna necessário projetos personalizados para cada residência e/ou empresa.

A plataforma SolarMarket faz o dimensionamento automático a partir das informações de consumo imputadas. Assim, é possível fazer o dimensionamento sem ser especialista.

Para ter sucesso nas suas vendas, é importante contar com a tecnologia!

Você pode vender energia solar, mas para isso é importante ter um controle e, principalmente, planejamento. Sabemos que a venda não é algo tão simples, principalmente quando falamos na venda de sistemas fotovoltaicos.

Sendo assim, é importante ressaltar que além de saber técnicas de vendas, fazer o uso de gatilhos mentais, conhecer o seu cliente e conhecer o produto, é importante que você também conte com a ajuda de plataformas de automação que simplifiquem o dia a dia e viabilizem o seu negócio.

A SolarMarket é uma ótima opção para você que deseja entrar no mercado de energia solar, vender projetos de energia solar e, consequentemente, lucrar com energia solar.


35 visualizações0 comentário
bottom of page